fbpx

Pequenas empresas precisam de contador?

A contabilidade e uma pequena empresa precisam caminhar lado a lado para garantir o sucesso nos negócios. Além de fazer o controle financeiro, superar a concorrência e criar um diferencial para atrair clientes, ter uma contabilidade parceira é muito mais do que contar com ajuda para superar a burocracia do país. Neste texto vamos explicar como um contador pode ajudar sua empresa a prosperar, mas é importante que você se envolva no processo.

O que o contador faz por sua empresa

Com um ambiente de negócios cada vez mais desafiador, o Brasil está entre os piores países do mundo para quem abrir e manter um negócio, segundo o levantamento feito pelo Banco Mundial em 2015 intitulado Doing Business. Ao avaliar a facilidade para empreender em 189 países, a organização coloca o Brasil na decepcionante 116ª posição, atrás de nações como Vietnã, Gana e Zâmbia. E o desempenho piora quando são analisados os dados referentes aos pagamentos de impostos: na 178ª colocação, o Brasil fica apenas 11 posições acima da última colocada, a Bolívia.

Analisando os números, é possível concluir que os empresários brasileiros pagam mais impostos e são submetidos a uma burocracia maior do que a verificada em países com Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) precários, como Paquistão, Togo e Haiti.

Como dono do seu próprio negócio, é provável que você já tenha sentido na pele essas dificuldades. E isso é natural, porque certamente já teve que emitir guias e controlar prazos de pagamento. No entanto, um contador pode ajudá-lo nessas atividades e, inclusive, ir muito além disso. Listamos, a seguir, algumas das competências e atribuições que você pode esperar desse profissional.

  • Preencher e arquivar documentos legais necessários para a operação da empresa;
  • Garantir que o seu negócio esteja em conformidade com a legislação tributária e fiscal;
  • Elaborar e enviar declarações;
  • Manter o registro da empresa atualizado e em conformidade com as exigências dos órgãos governamentais;
  • Manipular a folha de pagamento para garantir que todos os funcionários tenham os salários tributados corretamente.

A importância do contador para a sua empresa

Se você é um autônomo com CNPJ, sem funcionários ou microempreendedor(a) individual (MEI), seus problemas ainda podem ser simples, mas quando há outras pessoas envolvidas com a sua empresa, é um pouco mais complexo tomar conta das atividades contábeis. Por isso, ter um contador para auxiliá-lo é essencial para fazer o seus negócios crescerem.

Um profissional como esse não se envolve apenas com a parte técnica das finanças, ele também atua como um consultor indispensável para a manutenção e o desenvolvimento do negócio. Assim você não deixa de lado itens importantes da parte administrativa. Entre outras atividades, podemos citar que um contador é fundamental nos seguintes procedimentos:

Ao abrir o negócio

Abrir as portas da sua empresa envolve detalhes que, muitas vezes, até os donos de negócio mais bem informados desconhecem. Definir a divisão da participação dos sócios, o capital social, o planejamento e o tipo de tributação a ser aplicada são coisas tão importantes que não devem ser feitas por quem não tem um conhecimento específico no tema. Para se ter uma ideia, essas questões da abertura são tão complexas que exigem até mesmo a ajuda de um advogado.

Nas rotinas e controles do dia a dia

Formatos jurídicos, contratos, definições e planejamento financeiro prontos não são todo o trabalho do contador. O profissional ainda precisa dar suporte sobre as modificações na legislação brasileira, fazer os balanços mensais e dos períodos maiores, bem como notificar sobre contas a serem pagas. Além disso, pode auxiliar você em outras atividades, como:

  • Controle de estoque: orientar se há excesso ou sobra para facilitar na captação e retenção do capital de giro. Analisar e comparar preços e taxas dos fornecedores para melhorar a aquisição de mercadorias.
  • Precificação: apontar um preço justo para você vender seus produtos e serviços ao calcular todas as despesas fixas e variáveis, aplicar taxas de juros e planejar a melhor margem de lucro.
  • Fluxo de caixa: analisar a entrada e saída do capital da empresa e prever quais são os lucros e as despesas futuras em determinado período de tempo.
  • Obtenção de crédito: preparar todos os documentos necessários da empresa para obtenção de crédito e avaliar as vantagens e desvantagens de determinadas linhas disponíveis no mercado.

Dessa maneira, o dono do negócio pode focar nas questões estratégicas para fazer a empresa crescer cada vez mais.

Ao fechar o negócio

Justamente pela legislação, acertos de contas, divisão entre sócios, levantamento de recebíveis, inventário e outras questões financeiras e jurídicas é que o contador deve estar presente até no encerramento das atividades empresariais.

Como encontrar um contador

Agora que você já sabe como o contador pode contribuir com a sua empresa, é hora de explorar o mercado e encontrar o profissional mais adequado às suas necessidades. Mas fique atento: antes de firmar o contrato, você precisa considerar fatores como formação acadêmica, registro profissional, ramo de atuação, satisfação dos atuais clientes, disponibilidade e, finalmente, taxas e encargos cobrados pelo profissional. Após analisar esses critérios é possível identificar o melhor parceiro para impulsionar os seus negócios.

Você precisa de ajuda com a contabilidade da sua empresa? Entre em contato conosco!